quarta-feira, 15 de julho de 2009

Um enorme coração...




Uma sorveteria famosa sempre estava lotada nos dias de calor.
Sorvete delicioso, sabores variados, clientela bem atendida, homens, mulheres, crianças todos faziam fila e aguardavam pacientemente a sua vez. Tudo por um sorvete gostoso, refrescante.
A menina sozinha, com dinheiro na mão, também entrou na fila, esperou sem reclamar mesmo quando os garotos passaram a sua frente sem cerimônia, sem polidez.
Quando chegou ao caixa, antes que pudesse falar qualquer coisa, o funcionário lhe ordenou que saísse e lesse o cartaz na porta.
Ela baixou a cabeça, engoliu em seco e saiu e leu o cartaz bem grande na porta de entrada:
PROIBIDO ENTRAR DESCALÇO

Olhou para seus pés descalços e sentiu as lágrimas chegarem aos olhos, o gosto do sorvete não comprado se diluindo na boca e ia se retirando cabisbaixa quando uma mão forte e grande a tocou no ombro. Era um homem alto, grande, para a menininha ele parecia um gigante. Foi com ele até o balcão, ele tirou as suas sandálias nº 46 e os colocou em frente a ela, depois a suspendeu e colocou os pés dela nos seus sapatos.
“Eu fico aqui esperando - disse ele – vá buscar o seu sorvete, não tenha pressa, pode ir!”
Ela foi deslizando arrastando os pés até o caixa, comprou a sua ficha e saiu vitoriosa com seu sorvete na mão.
Quando foi devolver os sapatos para aquele homem de pés grandes, barriga grande ela se deu conta de que tinha pés enormes, mas muito maior ainda era o seu coração.

Amar ao próximo é fazer a alegria de alguém por mais insignificante que ela possa parecer, é perceber a necessidade embutida nos olhos tristes, é ouvir os soluços afogados na garganta e os pedidos jamais expressos. Amar ao próximo é simplesmente ter a capacidade de olhar um pouco além de si mesmo
Beijos e Paz

4 comentários:

Versos de Mãe on 15 de julho de 2009 02:30 disse...

Que lindo amigo. Uma bela mensagem para reflexão.
E é realmente através de pequenas coisas que as grandes são realizadas. Um gesto de carinho e atenção ganha proporções enormes quando é feito de coração aberto.
Bjs
Priscila

Maria José on 15 de julho de 2009 07:49 disse...

Lindo, adorei este post
bjokas

Kicha on 15 de julho de 2009 11:15 disse...

Amei o texto , sei que é uma história ficticia mas realmente nos ensina muita cois ! tenha um bom dia

Eliane on 15 de julho de 2009 23:44 disse...

Lindo o texto!
Fazer o bem para o outro e fazer o bem para a gente!
Beijos,
Eliane e André

Ja Falei

 

Copyright © 2008 Green Scrapbook Diary Designed by SimplyWP | Made free by Scrapbooking Software | Bloggerized by Ipiet Notez